sábado, 28 de julho de 2007

Qual é a diferença entre multidisciplinaridade, interdisciplinaridade e transdisciplinaridade?


Maria de Fátima GirardelliManaus, AM

O mundo é uma totalidade. Mas, sendo tão grande e complexo, seu conhecimento é feito pelas partes. Foi essa idéia de que a fragmentação facilita a compreensão do conhecimento científico que orientou a elaboração dos currículos básicos em um certo número de disciplinas consideradas indispensáveis à construção do saber escolar. Tal simplificação, por outro lado, complicou a compreensão de fenômenos mais complexos. A solução para o problema foi relacionar as várias disciplinas do currículo.
Segundo Piaget, as relações entre as disciplinas podem se dar em três níveis: multidisciplinaridade, interdisciplinaridade e transdiciplinaridade. Na multidisciplinaridade, recorremos a informações de várias matérias para estudar um determinado elemento, sem a preocupação de interligar as disciplinas entre si. Assim, ao analisar uma pintura renascentista, podemos usar dados vindos da História, da Química e da Educação Artística. A História conta, por exemplo, quando foi o período chamado Renascimento. A Química descreve a composição do material usado na pintura. A Educação Artística lida com seus aspectos estéticos — as cores usadas, a disposição dos elementos na tela e daí por diante. Neste caso, cada matéria contribuiu com informações pertinentes ao seu campo de conhecimento, sem que houvesse uma real integração entre elas. Essa forma de relacionamento entre as disciplinas é a menos eficaz para a transferência de conhecimentos para os alunos.
Na interdisciplinaridade, estabelecemos uma interação entre duas ou mais disciplinas. No exemplo anterior, haveria interdisciplinaridade se, ao estudar a pintura, relacionássemos o contexto histórico do Renascimento com os temas usados pelos artistas de então e sobre as técnicas empregadas por eles. A análise do material utilizado na pintura poderia ser ampliada para um estudo do desenvolvimento tecnológico ao longo do tempo.
O ensino baseado na interdisciplinaridade proporciona uma aprendizagem muito mais estruturada e rica, pois os conceitos estão organizados em torno de unidades mais globais, de estruturas conceituais e metodológicas compartilhadas por várias disciplinas. Na transdisciplinaridade, a cooperação entre as várias matérias é tanta, que não dá mais para separá-las: acaba surgindo uma nova "macrodisciplina". Um exemplo de transdisciplinaridade são as grandes teorias explicativas do funcionamento das sociedades. Esse é o estágio de cooperação entre as disciplinas mais difícil de ser aplicado na escola, pois há sempre a possibilidade de uma disciplina "imperialista" sobrepor-se às outras.

10 comentários:

celestino disse...

Gostei da explicacao, estou retornando para area do conhecimento, faco um trabalho voluntario em uma escola estadual de ensino fundamental e medio, levamos um projeto para ser denvolvido pela escola, Projeto Mecanica Amador para que fosse discutido a dimesao pedagogica do mesmo, minha visao era da transdisciplinaridade, historia do automovel, matematica, fisica, quimica, meio ambiente, mas nao aconteceu nem uma nem outra, o curso foi realizado, mas os alunos nao foram usados para que pudessem desenvolver seu potencial e nao adiquiriram o conhecimento esperado, estamos usando puco os nossos jovens, precisamos fazer com que os jovens pessem mais, precisamos refletir sobre o educar e o ensinar, precisamos aprender a aprender, para aprender a ensinar, esse é o nosso desafio,

Grande abraco, Celestino.

Muito grato pela ideia!!!e o conhecimento.

Magna Cruz disse...

Obrigada pela explicação!!! Muito útil!

Magna Cruz disse...

Obrigada pela explicação! Muito útil.

Jerusa Guijen Garcia disse...

Muito boa a explicação da Professora Maria de Fátima. Obrigada pela contribuição.

Noelia Karina disse...


a explicação foi bastante esclarecedora professora Maria de Fatima. obrigada!



naiola disse...

Muito enriquecedor o comentário sobre multidisciplinaridade e interdisciplinaridade.

Misael Florestan disse...

Obrigado ,foi ótima os exemplo .

Misael Florestan disse...

Correção :foi ótimo .....

Ana Paula Santos disse...

Amei como foi feita a distinção entre os diversos níveis. Os exemplos usados foram objetivos e simples de se entender. Parabéns!!!

Diogo Melo Da Silva disse...

É impressionante, como que uma explicação cheia de exemplos e de inter-relações fica mais, clara, não é a toa que o conhecimento analógico, predomina, entre nós.